Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Comentários

Textos/comentários a publicações de autores de outros blogs.

Textos/comentários a publicações de autores de outros blogs.

Comentários

22
Dez21

Comentário 182

Zé Onofre

                     182     

2021/08/31, inspirado em Setembro..., Maria, em silêncios

A Natureza  

Veste cores perfumadas

Mirando, vaidosa, na água

A roupagem de Gala     

Para o baile

Que o Verão lhe oferece

Como despedida para o longo sono

Que Setembro anuncia.

 

O vento,

Ainda brisas pacíficas,

Levam docemente folhas

Em voos que acabam

Levemente deixadas

Nos caminhos do silêncio.

 

Ao longe

Toalhas de nuvens

Carregam-se de chuva,

Lágrimas tristes,

Grossas cortinas

Que velarão o longo sono

Invernal da natureza

Que Setembro anuncia.

 

Em Abril,

Ondas serenas

Que se desfazem

Em beijos de espuma

Acordarão a Natureza,

Que se vestirá de cores virginais,

Longe das glamorosas

Cores da Gala de despedida

Com que setembro de novo a vestirá.

    Zé Onofre

06
Set21

Comentário 85

Zé Onofre

85

Há momentos únicos

Como todos o são

Em que, por mais que o evite,

Não me julgue.

 Acaba sempre no mereço estar aqui?

Para me sentir ainda menos

Olho em volta

Esteja à beira-rio

Vendo o fluir infinito das águas,

À beira-mar

Ouvindo as ondas no vaivém sem descanso

No cume de um monte

Fitando o horizonte e mais além

Vejo-me pequeno.

Sinto-me mais rasteiro

Comparado com os gigantes da Humanidade.

Com esta certeza de pequenez

Observo os que me rodeiam

“Será que os mereço?

Irei arrastá-los para a sombra onde estou?

Esgueiro-me de mansinho.

Já longe, recrimino-me.

Por que fugiste?

Te calaste?

Não te mostraste?

Quem te garante que não houve,

Pelo menos uma alma,

Que não gostaria de saber quem era

Aquele encasulado naquele cantinho?

Nunca o saberei porque fugi.

  Zé Onofre

05
Ago21

Comentário 50

Zé Onofre

            50

Um leito seco

À espera de água

Da chuva,       

Ou do mar.

Um mar calmo

Carinhosamente beija as pedras

Com a espuma das suas ondas.

Cabelos

Que ligeiramente esvoaçam,

Um olhar para o mar,

Ou para o além,

Mistério a desvendar.

No centro daquele mundo

Um grito vermelho,

Que somente entende,

Quem está atento à vida.

       Zé Onofre

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub