Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Comentários

Textos/comentários a publicações de autores de outros blogs.

Textos/comentários a publicações de autores de outros blogs.

Comentários

16
Dez21

Comentário 177

Zé Onofre

                     177

 

2021/08/24

 

Olho o vazio triste.

Apenas uma parede branca.

 

Na parede branca

Procuro palavras

Se ditas,

Já não as recordo.

Na parede branca

Procuro o que deveria ter escrito

Para dizer com ternura

As palavras interditas.

 

Olho o vazio,

A parede branca,

Já nem sei à espera do quê.

 

Rio de palavras,

Escrita em movimento,

Palavras apagadas,

Águas paradas,    

Espelho enrugado pelo vento.

 

Palavras, espelho depravado

Deformador do passado

Que em vão procuro no vazio branco.

 

Deitado na parede branca

Um corpo translúcido

Que se esvanece à minha frente

Sem que possa abraça-lo

Sequer com o olhar.

  Zé Onofre

17
Nov21

Comentário 156

Zé Onofre

                     156

 

2021/08/03

 

Procuro o silêncio

Nas horas plenas

Da noite avançada.

O silêncio solta a imaginação.

Rumo ao vazio,

Tento ler os segredos

Das suas origens

Que esconde com pudor

De se expor.

Enquanto vagueio

Entre as palavras não escritas.

Ele, maroto,

Decifra-me como se fosse de cristal.

Em mim descobre

Universos completos.

Estrelas,

Planetas,

Órbitas,

Probabilidades de Universos paralelos.

 

Rendido a ele,

Silêncio absoluto,

Silêncio escritor,

Meu mestre etéreo.

Rendido ao silêncio

Que é mar e sol,

Deserto e praia,

Cascatas e arco-íris,

Brumas e encantamento.

 

Submetido

Às colinas de palavras,

Flutuo de uma a outra.

Cada parágrafo, que não escreve,

É um precipício

Em que desfaleço

De onde me resgata

O veleiro da imaginação.

   Zé Onofre

16
Nov21

Comentário 155

Zé Onofre

            155

 

2021/08/02

 

A vida é feita

De estranhos caminhos.

Linhas emaranhadas,

Encruzilhadas desconhecidas,

Palavras mal garatujadas,

Lutas leais,

Lutas desiguais,

Vãs glórias,

Fortes vendavais.

 

A vida

É o medo que nos rói,

A alegria que nos eleva,

É mentira que dói,

A verdade que magoa,

O vazio que nos preenche,

A solidão que nos rodeia,

A multidão que nos esmaga,

A tristeza

Que se derrama dos olhos.

A vida são amores,

Desamores,

Ódios,

Amizades

Que vão,

Que veem,

Que ficam,

Que estão.

A vida está lá.

 

 

Felizes os que a acham.

  Zé Onofre

22
Out21

Comentário 133

Zé Onofre

133

 

2021/06/11

 

Quando tropeço

No caminho da vida

Caio num profundo vazio.

Fico por lá

Sentado no vazio,

Observando o vazio,

Aumentando o vazio

Onde me encolho

E escondo.

Faço-me perguntas parvas

Que logicamente têm respostas ridículas.

Por lá estou feito tartaruga

Quando uma luz

Vinda de não sei onde,

Para não o sei por quê,

Me desperta do letargo.

Jamais me perguntei qual a cor daquele desterro.

Será que é azul,

Ou cada vazio

Em que tantas vezes caio

Terá a sua cor?

Apenas sei que, seja a cor que tiver,

Tem a cor do desespero.

Zé Onofre

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub